Categories
Plataformas de Criação de Site

Wix: plataforma de criação de sites para qualquer um

No ar desde 2006, o israelense Wix é pioneira até mesmo entre as startups, tendo sido criado e aplicando conceitos comuns a elas muito antes de o nome sequer começar a ser usado, fenômenos já dá década seguinte.

Estamos falando de uma plataforma que, resumidamente, permite a qualquer interessado entrar e criar seu próprio site – naturalmente, sem precisar se preocupar (muito) com a parte técnica da coisa envolvendo programação, códigos e outros pontos que geralmente assustam os leigos no assunto.

A criação dos sites é baseada em Flash, o que limita um pouco os recursos de criação e acesso ao site uma vez publicado, naturalmente, mas o que podemos dizer desde já é que, em geral, o público-alvo da Wix não está interessado em meios, e sim em fins. Falaremos sobre ambos e muitos mais nesta análise.

O que a Wix oferece?

O principal produto da Wix pode ser resumido em uma frase simples para evitar confusões: criação de sites gratuitos para leigos. Isso pode soar pejorativo de certa maneira, mas é a verdade é que o sucesso por trás dessa startup de 16 anos de idade e 150 milhões de usuários é a sua simplicidade em todos os aspectos.

Isso não significa, porém, que a Wix seja uma simples ferramenta com uma única opção. O site atingiu 190 países abrindo seu leque de serviços a cada, porém sem nunca perder de vista o carro-chefe, que é sua plataforma de criação aberta a qualquer um a custo zero.

Além desse criador/editor de sites em Flash, a Wix trabalha com uma série de serviços paralelos, todos conectados ao principal. Aí estão inclusos endereço de e-mail personalizado, registro de domínio e toda uma série de categorias premium, as quais exploraremos com calma no item seguinte, mas que incluem suporte profissional da empresa para uma série de áreas.

Preços

Até agora você ouviu que a Wix é uma empresa cuja função é oferecer recursos para o usuário comum construir seu site em HTML5 e/ou mobile livre de custos, e isso é verdade.

Estamos falando, porém, de um negócio capitalista como qualquer outro, e o dinheiro tem que vir de algum lugar além da publicidade – todo material de trabalho gratuito tem como “custo” a exibição de propagandas e anúncios de parceiros do site tanto durante o desenvolvimento quanto na versão final e publicada do site dos clientes.

O nome mais comumente dado ao modelo de negócios da Wix é “freemium”, junção das palavras em inglês “premium” e “free” (grátis). Como fica fácil deduzir, significa que, embora muitos recursos sejam, de fato, gratuitos, o melhor que a plataforma tem a oferecer precisa ser comprado, para surpresa de ninguém.

Os planos pagos da Wix se dividem em duas grandes categorias inicialmente: Pessoais e Negócios. Vamos começar com os Pessoais, que são mais baratos, voltados para quem quer montar portfólio, blogs e serviços afins. Os pacotes seguem a seguinte precificação:

Conectar domínio –  R$ 6/mês (no plano anual): é o plano mais básico de todos, e se trata de transferir um domínio já existente para a Wix, que cobra bem menos pela manutenção da aplicação do que a média. Ainda exibe anúncios, porém. 1GB de largura de banda/500MB de armazenamento

Básico – R$ 13/mês (no plano anual): embora o nome, esse é o segundo plano da Wix, mas é o primeiro que diz respeito à criação de sites diretamente na plataforma. 2GB de largura de banda/3GB de armazenamento. Oferece também domínio grátis por um ano e 30 minutos de vídeo.

Ilimitado – R$ 19/mês (no plano anual): mais popular de todos os planos pessoais, este oferece opções mais avançadas de metadados, incluindo direcionamento de tráfego e análise de visitantes (pagos à parte). Largura de banda ilimitada/10GB de armazenamento. Também oferece domínio grátis por um ano e 1 hora de vídeo.

VIP – R$ 39/mês (no plano anual): Mais avançados de todos os pacotes pessoais, a Wix deixou como diferencial aqui o acesso aos arquivos de redes sociais, resposta prioritária e suporte VIP do site. Largura de banda ilimitada/20GB de armazenamento. Também oferece domínio grátis por um ano, 2 horas de vídeo e as opções de metadados pagos por fora, além de serviço de criação de logo profissional – também pago à parte.

Já a parte profissional dos pacotes, o setor Negócios, foi pensado para quem precisa, acima de tudo, de um site com a capacidade de receber pagamentos online. Existem três planos aqui, que são os seguintes:

Business básico – R$ 29/mês (no plano anual): Pensado para quem está começando nos negócios online, o usuário conta com opções para receber pagamentos online, largura de banda ilimitada e 20GB de armazenamento. Além disso, ficam disponíveis 5 horas de vídeo, agendamento de aulas e cursos e análises de vendas e relatórios, além do domínio grátis por um ano que é de praxe.

Business ilimitado – R$ 39/mês (no plano anual): Possivelmente o melhor custo-benefício da casa para quem quer fazer dinheiro com um negócio online, esse plano é o mais popular no setor business, oferecendo opções para receber pagamentos online, largura de banda ilimitada e 35GB de armazenamento. Aqui também há as facilidades para o agendamento de aulas e cursos, 10 horas de vídeo, análises de vendas e relatórios, domínio grátis por 1 ano e, além disso, recursos de eCommerce profissionais. Como opções à parte surgem novamente o direcionamento de tráfego, a análise de Visitantes e a criação de um logo profissional.

Business VIP – R$ 69/mês (no plano anual): Plano mais avançado e caro de todos disponível na Wix, o Business VIP conta com tudo que os anteriores oferecem e recursos ainda mais completos e amplos, incluindo largura de banda ilimitada, 50GB de armazenamento, horas de vídeos ilimitadas, resposta prioritária e Suporte VIP.

Como criar uma conta na Wix

Começar a trabalhar na Wix é bem simples, e o primeiro passo é criar sua conta, o que pode ser feito em passos simples:

  • Entre no site e clique em “Entrar” ou nos botões da página inicial como “crie seu site” ou “comece já”;
  • Insira seu e-mail para criar login e senha;
  • Você está dentro! Opte por ver os tutoriais da Wix ou comece por conta;
  • Comece a trabalhar grátis ou, se preferir, opte por um dos planos pagos.

É possível começar a usar os recursos do site criando esboços do próprio site e, em seguida, solicitar um upgrade para os planos pagos. Se preferir, você já pode começar com as opções premium e contar com a ajuda de profissionais da Wix para desenvolver o projeto – é por sua conta.

Métodos de pagamento

Embora as muitas qualidades que vimos até agora, os métodos de pagamento para clientes diretos da Wix são meio limitadas. Por outro lado, como a empresa tem sede no Brasil também, esses pagamentos são em reais:

  • Cartão de crédito (Visa, Master Card, American Express, Discover, Diners, JCB e ELO).
  • Boleto bancário

Por outro lado, clientes dos negócios criados através da plataforma Wix podem utilizar, além dos métodos citados acima, os seguintes:

  • Mercado Pago
  • PayPal
  • PagSeguro

É talvez um dos pontos fracos da Wix, que não trabalha com carteiras digitais ou criptomoedas por enquanto, mas novamente, pensando no usuário que entra leigo no site, são métodos compreensivos e que devem funcionar bem para a maioria.

Como funciona o criador de sites da Wix

Existe um mundo de possibilidades na hora de usar o criador de sites da Wix, começando logo de cara quando se faz o cadastro pelas opções de seguir o caminho dos templates prontos ou se vai começar do zero.

Se optar pelos templates, a plataforma ajuda te guiando através de perguntas rápidas sobre modelos e ideias que você já possa ter em mente – por exemplo, se o site será pessoal ou para negócios, o tema geral, se terá um visual mais moderno ou clássico e assim por diante.

A melhor maneira de entender como funciona o criador de sites da Wix é explorando os recursos vastíssimos da plataforma. A linguagem de computação requerida é a mínima e apenas se for acessado o código de backend aberto, sendo que quem não se sentir confortável com isso pode simplesmente seguir a receita de bolo dos templates e arrastar textos e imagens, além de criar subpáginas.

Esses recursos de criação estão subdivididos em três grandes ferramentas, cada um com suas características: Editor Wix, Wix ADI e o recém-lançado Corvid by Wix.

Em resumo rápido, o Editor é onde se encontram os templates prontos e o cliente se orienta a partir daí; o ADI funciona como uma inteligência artificial que cria modelos personalizados baseado nas preferências do cliente; por fim, o Corvid é o mais avançado de todos, funcionando como uma plataforma aberta de desenvolvimento de aplicativos para a web.

Conclusão

A Wix nasceu na era pré-startups e se manteve relevante ao longo dela e até hoje, o que já dá uma boa noção do modelo de sucesso adotado pela empresa. O que importa, no fim das contas, é que a plataforma oferece recursos preciosos para o “faça você mesmo” tão popular e necessário na internet hoje em dia.

O lançamento do Corvid é a sacada final para um site que começou com má-fama de ser “para amadores” no começo da sua vida, já que agora desenvolvedores avançados vão poder aplicar linguagem de computação numa plataforma aberta.

Para o usuário do dia-a-dia, porém, o que importa no final das contas é poder contar com uma plataforma não apenas intuitiva e fácil de usar, mas que também oferece suporte desde o plano gratuito até os modelos mais avançados.

No fim das contas, a Wix pode ser a solução mais econômica para quem precisa de um negócio online, tem pouco conhecimento na criação de aplicações e, mesmo assim, quer tentar sozinho. Como tudo no site em si, o jeito é descobrir na prática; 180 milhões de pessoas, pelo menos, parecem gostar.